consultoria

consultoria

sábado, 21 de janeiro de 2012

AS 10 MELHORES BRINCADEIRAS DO VERÃO



Praias e parques incentivam actividades muito agradáveis desde que se solte a imaginação. O importante é afastar os hábitos e as rotinas e experimentar novas situações.
Eu proponho sempre a criatividade como a grande amiga das férias. É ela quem ajuda a inventar coisas diferentes. E isso é importante também neste período porque é fácil criarmos rotinas mesmo no local das férias. E então metade do que poderíamos aproveitar para ter dias diferentes perde-se.

Passeios:
É a mais fácil das actividades. Caminhadas ao longo dos areais ou em parque e jardins é divertido e tonifica o organismo, incluindo o cérebro. Pode-se criar um roteiro diferente todos os dias, explorando pormenores ou descobrindo novos cenários na paisagem.
Observar recantos naturais:
É uma verdadeira actividade de neurofitness pois exercita os sentidos, em especial a visão, a audição e o tacto. Deve-se poder tocar nas coisas da natureza: a água, as rochas, as plantas, etc.
Coleccionismo:
Pode-se aproveitar para colher folhas de árvores mais exóticas, pedrinhas invulgares e conchas da praia. Podem ser levadas para casa e depois estudadas através da consulta a enciclopédias ou na internet, fazendo cadernos com os apontamentos que nos interessem. Acaba-se por aprender algo mais sobre botânica, minerais e outras ciências.
Fazer explorações tipo Indiana Jones:
Muitos sítios permitem passeios mais ousados e excitantes. Pode-se levar binóculos e máquina fotográfica para captar os momentos mais atractivos das aventuras. Com calçado apropriado e lanternas é possível explorar grutas, recantos, bosques ou até o fundo marinho junto à praia. O importa aqui é segyuir o espírito de aventura, o que torna esta actividade diferente do simples passeio turístico.
Construir brinquedos:
As crianças hoje em dia têm todo o tipo de brinquedos ao seu dispor mas os que elas mais gostam é de os inventar. E os mais simples são os mais fascinantes pois as crianças têm de pensar e ter ideias. E depois acontece que elas relaxam e até entram no que se chamam estados de "fluxo" - uma concentração profunda mas muito aprazível em que se perde a noção de tempo. Podem construir barquinhos, carros de tamanhos diferentes, bolas de diferentes materiais, papagaios, planadores de papel, etc. Os mais conhecidos são as construções de areia mas também se pode criar casas, castelos e outros edifícios (em cartão, barro, plasticina, etc.).
Desenhar e pintar:
Pode-se incentivar as crianças a reproduzirem paisagens ou objectos sob a forma de desenhos, pinturas, fornecendo-lhes os materiais necessários e mais acessíveis. Pode-se inscrevê-las em oficinas de pintura para aperfeiçoarem a técnica. Desenhar mapas ou escrever histórias tendo como cenário o local de férias é outra excelente oportunidade para desenvolver a mente.

AS DEZ MAIS:

1. Passeios de descoberta (com os pais) a sítios desconhecidos, mesmo que sejam perto de casa ou então fazer entrevistas aos habitantes para recolher informações de como era a vida antigamente na localidade das férias.
2. "À Indiana Jones" (brincadeiras de exploração de recantos, grutas e bosques sob supervisão de um adulto).
3. Construir brinquedos em cartão, madeira, barro, areia molhada ou outro material (castelos, casas, veículos, barcos com vela, etc.).
4. Registar em desenho e pintura pormenores do local de férias (fontes, ruas, jardins, etc.).
5. "O investigador científico" (observar, descrever em caderno, desenhar ou fotografar plantas, animais e rochas para depois estudar consultando a internet ou enciclopédias).
6. "Neuróbica for kids" (jogo dos sentidos e concentração, realizado em grupo, em que cada criança tem de identificar, através de sons, visão de partes de figuras, cheiros e o tacto (com os olhos vendados), diferentes artefactos e situações.
7. "À Sherlock Holmes" (jogos em grupo para descobertas de enigmas na praia ou em parques e jardins).
8. "À Harry Potter" (jogos de magia e ilusionismo que podem ser inventados na hora)
9. O mapa do tesouro (jogo em que alguém esconde um objecto - o tesouro - e fornece pistas enigmáticas para que seja possível construir-se uma rota que leve à sua descoberta).
10. Contadores de histórias hilariantes (em grupo, inventam-se partes de histórias, as mais excêntricas possíveis, registam-se num gravador e depois colam-se as diferentes secções, o que dá origem a situações inimagináveis).

O papel dos pais nos hábitos alimentares das crianças



Hoje e sempre, a alimentação dos pequenos é uma preocupação de todos os pais. E não sem motivos. Uma alimentação adequada durante a infância é essencial para o fornecimento dos nutrientes e energia necessários ao bom crescimento e desenvolvimento das crianças.

Mas é preciso lembrar, também, que uma alimentação nutricionalmente correta nessa fase da vida é fundamental para a prevenção de determinadas doenças na fase adulta. Excessos na infância estão relacionados ao desenvolvimento de doenças crônicas na vida adulta, como a obesidade, por exemplo, enquanto as carências nutricionais podem levar ao déficit de crescimento, anemias e, se não tratadas a tempo, podem causar danos não reversíveis.

Muitos estudos têm demonstrado que hábitos alimentares na idade adulta estão relacionados ao costumes adquiridos na infância. Gostar ou não de frutas, legumes ou verduras é um fator desencadeante da presença ou ausência de estímulos nos primeiros anos de vida. Comer ou não determinado alimento pode estar relacionado a alguma experiência negativa na infância. Assim, fica claro que é preciso promover comportamentos alimentares saudáveis desde cedo.

Do ponto de vista cultural, psicológico e social, a criança sofre influencia do meio em que está inserida - geralmente, o ambiente familiar. Suas atitudes, frequentemente, são reflexos do ambiente. A ingestão diária de alimentos considerados não saudáveis, portanto, pode criar um ambiente desfavorável à alimentação, levando ao desenvolvimento de maus hábitos.

É fato que a disponibilidade e o acesso ao alimento em casa, as práticas alimentares e o preparo dos alimentos influenciam no consumo alimentar da criança. Mas não podemos esquecer que, apesar do exemplo familiar ser tão importante, a formação dos hábitos alimentares também está relacionada às condições socioeconômicas, culturais, e às redes sociais em que essas crianças estão inseridas, (como a escola, a creche ou o bairro). O acesso à informação, como o tempo gasto na internet ou na frente da televisão (fontes potenciais da publicidade infantil), é outro fator importante na construção dos hábitos alimentares durante os primeiros anos de vida - e, consequentemente, na vida adulta.

Portanto, é preciso destacar o papel fundamental dos pais nesse processo. São eles que poderão monitorar o tempo que as crianças passam na frente da TV, definir o que é oferecido como lanche na escola, a prática de atividade física, entre outras atitudes, sempre com o objetivo de orientar escolhas mais saudáveis. Muitas vezes, a procura por um profissional de saúde especializado, como o pediatra ou o nutricionista, poderá ser útil na modificação de crenças e tabus

Alimentação adequada das crianças no verão



Durante as férias, a rotina muda, mas é preciso tomar alguns cuidados com a saúde do seu filho. Confira a coluna do nutrólogo Mauro Fisberg
As férias escolares estão no auge! Sinônimo de muita diversão, passeios, viagens, praia, piscina, tarde com os amigos, horários flexíveis e consumo freqüente de comidas nada saudáveis. Tudo sai da rotina - afinal são as férias! Mas quando se trata da alimentação da criançada, é preciso tomar alguns cuidados, mesmo nos dias de folga. Aqui, sugerimos algumas medidas para que o verão passe sem contratempos:

1.Procure ter um horário para seu filho acordar, fazer as refeições, se divertir e dormir.

2.Garanta refeições fracionadas: café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. Nunca deixe de preparar um café da manhã completo antes de sair de casa, pois dessa forma você garante nutrientes necessários no período da manhã.

3.Um ponto muito importante durante o verão é a hidratação. Caso esteja na praia ou na piscina, aumente a ingestão de água ou sucos de fruta naturais, vitaminas com leite e frutas, água de coco e picolé de frutas. O risco de desidratação aumenta no verão e as crianças muitas vezes não têm vontade de parar de brincar para beber algo, mesmo que sintam sede.

4.Dê preferência a alimentos leves, como verduras, legumes, grelhados, assados e refogados. Evite frituras e condimentos em excesso. Esteja atento, também, à procedência dos alimentos. Procure fazer as refeições em locais confiáveis.

5.Para minimizar as chances de contaminação alimentar, fique atento a frutos do mar, sorvetes, raspadinhas, bebidas e à refrigeração adequada dos alimentos (como não deixar a maionese fora da geladeira).

6.Abuse de alimentos frescos, saladas, verduras e legumes, frutas e sucos. Também não se esqueça dos alimentos que dão energia, como massas, o tradicional arroz com feijão e diferentes carnes. Aproveitar a oportunidade para experimentar receitas novas e combinações não tradicionais.

7.Em relação às guloseimas, nada proibições - só é preciso ter bom senso. Salgadinhos, refrigerantes, balas, chocolates e outros devem ser consumidos sem exageros – e não devem substituir as refeições. O consumo exagerado faz com que as crianças engordem muito nas férias.

8.Não trate a comida como algo sério e sem-graça. Os alimentos devem ser apresentados de forma agradável, com sabor adequado, tempero correspondente à idade e com a capacidade de agradar sem deixar a qualidade nutricional de lado. Mudar o aspecto de um alimento pode ser divertido, desde que a criança não seja enganada.

9.Caso fique em casa nas férias, se possível, faça com que a criança mantenha uma atividade física. Evite que ela passe muito tempo na frente da TV, do computador e do videogame.

10.Por fim, e também muito importante, garanta uma proteção solar adequada. Deixe que elas tomem sol apenas nos horários indicados e não se esqueça do protetor solar.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Conheça minhas novas páginas

Minhas Adesivagens na Liz Digital
Textos Pedagógicos
Atividades - Coordenação Motora
Desenhos para colorir
Palavras Mágicas
Meios de transporte e comunicação
Alfabeto
Números
Desenho Natalinos

Férias ! saudades !!!!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Arte com Qualidade e tradição !

LIZ DIGITAL
realiza Web Sites Animações Digitais Hospedagem Segura Fotografia Digital e Fotomontagem Edição de filmes e inclusão de efeitos especiais em desenhos animados e filmes para TV ou de circuito fechado Impressão digital de alta qualidade Liz Digital Criações Exclusivas para o público de bom gosto QUALIDADE EXPERIÊNCIA DE MAIS DE 20 anos no Ramo Decoração de ambientes com adesivagem em vinil com solvente,estruturas em policarbonato,artes gráficas,adesivagem decorativa,fachadas

conheça a Liz Digital

Arte com Qualidade e Tradição!
www.lizdigital.com.br
lizdigitalbr.blogspot.com
pt.netlog.com/lizdigitallizportal
www.fotolog.com/lizdigital
@lizdigitalweb